Tipos de Yoga: Qual é a ideal para você?

Descubra a sua aula perfeita em 6 passos simples


Se você já quis começar a praticar Yoga antes, provavelmente chegou aquele momento de dúvida em que se deparou com uma infinidade de nomes no panfleto do studio ou em suas pesquisas na internet. Nesse post, vou te contar um pouco sobre o que esperar na aula dos principais estilos disponíveis hoje! Ao final do texto você vai encontrar um teste de 6 passos que irá te ajudar a escolher.


Voltando um pouquinho no tempo, é sabido que o Yoga - como filosofia - tem mais de 5000 anos de idade, mas sua abordagem moderna como conhecemos aqui no ocidente, data dos anos 20/30.

O indiano Krishnamacharya (1888 -1989) foi o responsável por desenvolver o estudo refinado de cada postura psicofísica (asana): explorando seus benefícios, criando transições e sequências e aliando a prática da respiração como um caminho que prepara corpo e mente para a meditação.

Todos os estilos compartilham da mesma filosofia - O Yoga de 8 princípios, que trabalha o despertar para a consciência de que somos um com o todo, baseada nos ensinamentos de Patanjali. O que muda são quais/como certas ferramentas são usadas na prática regular no formato de aula. Escolhi 7 estilos que eu já pratiquei para te contar um pouco. Vamos lá?


1. Hatha yoga

É o estilo de Yoga mais tradicional e antigo, a raiz que originou os demais. Sua prática completa inclui pranayamas (exercícios de respiração), permanência em posturas, meditação e relaxamento. "Ha" quer dizer sol e "Tha" quer dizer lua; a integração dessas duas forças - feminino e masculino -, no corpo e na vida, é a missão dessa prática.


2. Ashtanga Vinyasa Yoga

É a linha desenvolvida por Pattabhi Jois, que estudou diretamente com Krishnamacharya (precursor do Hatha Yoga). O estilo se chama Mysore (cidade em que ambos viveram e estudaram juntos) e compreende uma sequência fixa de posturas dividida em 6 séries cujo nível de dificuldade vai aumentando. Este método ajuda a acalmar o fluxo de pensamentos na mente, reduzindo o estresse. É ideal para pessoas com personalidades extrovertidas e agitadas, ajudando no desenvolvimento da concentração e da consciência de si através da manutenção do foco durante toda a aula.


Todos os praticantes de Ashtanga Vinyasa compartilham o mantra de abertura, as saudações ao sol e algumas posturas fundamentais - em seguida, cada um segue desenvolvendo a série primária (yoga chikitsa ou "yogaterapia" que limpa e purifica os órgãos), intermediária (nadi sodhana - que purifica o sistema nervoso), avançada a (sadhis - que age no controle do corpo e da mente), b, c ou d de acordo com o seu ritmo - ao final, a turma volta a se unir na sequência final e no mantra de fechamento.


Ashtanga é uma referência a origem do Yoga (os 8 princípios de Patanjali), Vinyasa quer dizer a união do movimento com a respiração, indicando também a transição feita para entrar e sair de cada postura dentro da sequência.


Os elementos essenciais dessa prática são os bandhas (contração dos fechos energéticos localizados no períneo - mula - e baixo ventre - udiyana ), a respiração (em ujjayi pranayama - sussurrante que ocorre através da garganta), e o olhar focado (em 9 dristis diferentes- cada postura compreende que você observe uma certa direção).


Numa aula de Ashtanga Vinyasa valoriza-se muito a construção da prática pessoal (sadhana) de cada aluno e a relação com o professor, por isso, todos devem memorizar a sua série. O mestre presente, atento ao desenvolvimento e possibilidades de cada estudante, vai supervisionando e fazendo ajustes individuais em cada um. Conforme o domínio das posturas vai evoluindo, o praticante avança na série e ganha novos asanas.


Como particularidade, deve-se saber que essa é uma prática muito vigorosa e com posturas desafiadoras, normalmente, se usam toalhas de algodão sobre os tapetinhos por causa da grande quantidade de suor liberada. Na sala de aula, o professor só estará a frente da turma dando instruções na ocasião de uma aula guiada, caso contrário, cada aluno segue na sua série, no seu tempo.


3. Hatha Vinyasa Yoga

Esse é um estilo de Yoga moderno criado pela professora Camila Reitz a partir de sua vivência como professora e praticante de Ashtanga Vinyasa e Hatha Yoga. Ela criou uma prática completa e acessível que trabalha com elementos dessas duas linhas clássicas.


Do Ashtanga Vinyasa preserva-se a respiração ujjayi , os dristis (foco do olhar) e a fluidez - garantida pelos movimentos de transição entre uma postura e outra - a ideia é meditar em movimento. Do Hatha Yoga os aspectos trabalhados são os pranayamas (exercícios de respiração), as posturas e a meditação. A sequência de posturas é livre e equilibrada, elaborada pelo professor de acordo com o nível e necessidade de cada turma/aluno. Numa aula de Hatha Vinyasa Yoga você irá trabalhar o corpo, respirar, meditar e desenvolver sua espiritualidade através da filosofia do Yoga.



4. Iyengar yoga

Criada pelo professor Bellur Krishnamachar Sundararaja Iyengar (mais conhecido como B.K.S), que também estudou com Krishnamacharya, o método Iyengar preza pelo alinhamento de cada postura. Para isso, são usados vários props (acessórios) para apoiar a execução dos asanas: bloquinhos, cadeiras, cobertores, almofadas e faixas. O trabalho com cada posição é feito com bastante permanência e consciência corporal, por isso é também uma modalidade super acessível e terapêutica.


5. Kundalini yoga

Bhajan foi o pioneiro da Kundalini Yoga no ocidente, trazendo essa prática dinâmica e energizante que se utiliza de bandhas (contração de fechos energéticos), mantras (cantos), mudras (posições de mão que canalizam energia), asanas (posturas psicofísicas) e pranaymas (exercícios de respiração) com o objetivo de expandir e elevar a consciência.


Essa linha de Yoga é bastante meditativa e se dedica à ascensão da energia vital da base de nossa coluna (energia cotidiana e prática), para o topo de nossa cabeça (consciência cósmica). O principal estímulo é refinar apana - energia de eliminação que atua nos nossos chackras básicos - levando-a para cima. Com isso, ocorre o despertar de todos esse centros energéticos, contribuindo para o processo de elevação espiritual.


6. Hot yoga

A prática do Hot Yoga foi criada por Bikram Choudhury nos aos 70. A ideia de praticar numa sala aquecida veio de um incrível processo de recuperação terapêutica que ele mesmo passou buscando a cura de uma lesão no joelho.


A aula desse método tem 90 minutos de duração e acontece dentro de uma sala aquecida em torno de 40 graus. É executada uma sequência de 26 posturas de Hatha Yoga numa sequência fixa onde cada uma é repetida 2 vezes, visando o aprimoramento.


O suor é abundante durante a prática: o calor e a alta umidade garantem um processo de purificação de toxinas intenso através da transpiração, além de aumentar a flexibilidade dos músculos e articulações, diminuir a chance de lesão, acelerar o metabolismo e trazer um maior estado de atenção.


Ficou famosa uma fase de Bikram que dizia: “quando você quer dar forma ao metal, sendo ele um objeto rígido, é necessário aquecê-lo primeiro para depois começar a moldá-lo, aí ocorre a transformação." No Hot Yoga você é o próprio metal a ser transformado!


7. Yoga restaurativo

Judith Hanson Lasater, renomada fisioterapeuta americana, criou o método do Yoga Restaurativo inspirada em BKS Iyengar, de quem foi discípula.


O princípio dessa linha é restaurar no praticante a capacidade da autocura, esse trabalho é feito através de um profundo relaxamento. Com ajuda dos props (acessórios), os alunos são convidados a aliviar a fadiga e o stress do cotidiano com longas permanências (podem chegar de 5 a 15 minutos) em posturas fáceis de Yoga. Mas a ideia não é dormir, e sim desenvolver um estado de atenção em relação a sua respiração e a sua mente.



Escolhendo a sua linha preferida


E de extrema importância saber que não existe um tipo de Yoga que seja melhor ou pior que outro, existe apenas aquela que funciona para o seu atual momento de vida. Experimentar modalidades diferentes ao longo do tempo também pode ser muito interessante :)


Depois de conhecer um pouquinho melhor sobre cada estilo, acho que estamos prontos para escolher e começar a praticar, certo? Vamos ao teste - basta responder todas as perguntas com sim/não e ver onde as setas te levam!



Agora que você já descobriu seu estilo ideal de Yoga, navegue por mais conteúdos interessantes para iniciantes:

> 7 Dicas Preciosas para Iniciantes

> Como Escolher seu Tapetinho de Yoga

> Aprenda Como Meditar


Namastê,


#yogacomjuliaviegas #tiposdeyoga #comoescolherauladeyoga #nomesdeyoga #yoga #pratiqueyoga #hathayoga #ashtangavinyasayoga #hathavinyasayoga #kundaliniyoga #yogarestaurativo #hotyoga #iyengaryoga #escolherauladeyoga #linhasdeyoga

  • Instagram - Grey Circle
  • YouTube - Grey Circle
Contato

contato@juliaviegas.com.br

(21) 975283819

Todos os direitos reservados